Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Instrumentos Filarmónicos: O Saxofone alto.

por Nuno Saraiva, em 14.01.05




Também o saxofone alto é um instrumento conhecido pela maior

das pessoas, principalmente devido à sua utilização no Jazz sua consequente mediatização.

Numa banda filarmónica é o instrumento com maior versatilidade e ao qual está atribuído maior número de diferentes papéis. Por vezes tem melodia principal, normalmente em conjunto com os trompetes, ou mesmo isolados, como nalgumas marchas de procissão e em obras que puxem mais ao Jazz. Outras vezes têm como missão o acompanhamento, aqui quase sempre em conjunto com os trombones, permitindo aos compositores uma enorme diversidade de acordes. Nas marcha que puxam mais à sinfonia, é-lhes normalmente atribuído o papel que teria o violino numa orquestra.



O saxofone tem um som muito doce e contínuo, o que o permite tocar belas melodias a solo; existem aliás bastantes cds em que o execuntante é apenas um saxofonista.





Apontamento histórico

A história do saxofone remete-nos para um período temporal de cerca de 150 anos. Apesar de parecer muito tempo, a verdade é que o saxofone é um dos instrumentos mais recentes do espectro musical.

Foi inventado por Antoine Joseph (Adolphe) Sax, daí a origem do seu nome. Sax era um músico talentoso e um exímio fabricante de instrumentos musicais.

Sax, de origem judaica, cresceu num meio ligado ás artes em geral e à música em particular; o seu pai era um conceituado fabricante de instrumentos musicais e aos 6 anos de idade o próprio Sax era já um expert na matéria.

Inteligente e extraordinário músico, Sax apercebeu-se da disparidade tímbrica entre os instrumentos de corda e os de sopro e, entre estes, entre os de madeira e de metal. As cordas eram "abafadas" pelos instrumentos de sopro e as madeiras eram "abafadas" pelos metais. Sax lembrou-se de criar um instrumento que fizesse "a ponte" entre estas 3 famílias de instrumentos, surgindo assim um instrumento com o "corpo" de um instrumento de metal e o bocal/boquilha de um instrumento de madeira; e assim nasceu o saxofone!

Apesar de ser de metal, o saxofone pertence à família das madeiras. Isso ocorre porque ele combina na sua construção a palheta simples, com a boquilha como o clarinete, e o corpo cónico do oboé, com o interessante mecanismo de chaves da flauta moderna, introduzido por Böehm, em 1847. Uma classificação mais interessante para esses instrumentos de sopro hoje seria: instrumentos de chaves.

O saxofone foi patenteado em 20 de Março de 1846 e desde então tornou-se um instrumento indispensável em qualquer tipo de agrupamento musical devido à sua versatilidade e beleza tímbrica.

Tags:

publicado às 09:12


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2004
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

subscrever feeds