Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




e-learning

por Nuno Saraiva, em 02.12.07
Como a Paula mostrou curiosidade em saber o sistema utilizado no e-learning da CTOC  é o Blackboard gerido e assegurado pela Novabase.

Eu acho que o sistema não necessitava de ser tão simplista, porém já li no forum dos TOCs que há quem o ache pouco user friendly.

Eu acho-o muito acessível, a única coisa que não gosto é o facto de se poder ver apenas um post de cada vez no forum. (um post - um click) Faz perder tempo, e até o raciocínio. Mas claro, isto é um teste piloto e expressarei a minha opinião no final da experiência.

publicado às 11:58


4 comentários

De paula a 02.12.2007

Não conheço a Blackboard, no sentido em que nunca utilizei. Reconheço até que tenho preconceito, não sei muito bem como, mas eles conseguiram patentear (http://blog.felisberto.net/2007/05/04/it-is-not-new-but-you-can-laugh-anyway/) o facto de eu poder ensinar os meus alunos à distância através de um LMS. Ainda bem que não estou nos EUA, uff! :-D
Nem imaginei que fosse usado cá.

Isso de não poderes ver os fóruns com os posts todos é estranho. Às vezes, os LMS têm diferentes caminhos para se ver as coisas.

Eu usei o Ping Pong, proprietário e desenvolvido em pareceria com a Universidade de Uppsala (por causa disto e porque o mestrado era conjunto era obrigatório). Era simples, pouco ambicioso, mas pareceu-me razoável.
Também dei uma vista de olhos no webct, mas como já conhecia o moodle fiquei com a sensação de me saber a pouco.
A minha maior experiência é com o Moodle, e devo dizer-te que estou cada vez mais encantada, gratuito, estável, com inúmeras possibilidades: blog, podcast, wiki, (os alunos adoram os wikis :-) ), lições etc - ah e claro os módulos que quiseres acrescentar. No Moodle podes ver até todos os fóruns que existem ou dentro de cada forum todos os posts, mas tens vários tipos d visualização.
Há ainda um projecto de integração com o SL.
O único senão é que tens de ter um bocadinho mais d etrabalho para o pôr bonito, o aspecto também conta ;-)

Cada vez mais temos de conseguir formas dos alunos fazerem actividades, que os agarrem. Sentirem que estão a ocnstruir alguma coisa, afinal eles são aquilo a que o Don Tapscott chama de prosumidores :-)

De Cláudio a 02.12.2007

Nós na nossa instituição estamos a utilizar agora a utilizar o Blackboard depois de vários anos a utilizar o moodle. Os motivos para esta transição não são muito transparentes pois pela experiência que tenho com o contacto com as plataformas, o Moodle é, na grande maioria dos aspectos, bastante superior.

Infelizmente já passamos a fase de testes piloto e vamos utilizar o Blackboard durante os próximos 3 anos no âmbito do contrato que temos com a Novabase. Digo infelizmente pois durante os testes piloto a plataforma funcionou relativamente bem, mas quando se passou para um ambiente de produção com milhares de acessos diários únicos a plataforma começou a apresentar n problemas que condicionaram o acesso dos utilizadores aos conteúdos que eram colocados na plataforma (quando se conseguia inserir conteúdos). Para terem uma ideia, chegámos a ter que nos ligar remotamente ao data center de 30 em 30 minutos para reiniciar os serviços do blackboard para que os utilizadores conseguissem utilizar a plataforma.

A Novabase não nos conseguiu dar uma resposta num tempo útil e demoraram semanas a detectar o problema. Apesar de nós sempre dizermos que o problema era da plataforma, esta empresa analisou todo o ramo da nossa infraestrutura de rede que liga ao Blackboard à procura de problemas que não existiam (e não podiam existir pois temos dezenas de servidores no mesmo ramo cujos serviços funcionam sem problemas). A Microsoft disse que o problema não era do sistema operativo deles, a Blackboard insistiu dizendo que a plataforma deles também estava a funcionar, e a Novabase como não conseguia dar-nos uma solução ao problema inventou problemas e foi dando sugestões sem sentido. Chegaram-nos a perguntar se podíamos perder todos os conteúdos e definições das nossas unidades curriculares porque não conseguiam replicar os conteúdos da instalação em produção para uma nova instalação.

Como podem imaginar foi um inicio de ano lectivo muito complicado onde o Blackboard deixou uma imagem muito negativa (alguns dos nossos docentes começaram a chamar a plataforma de Blackbox) e que comprometeu bastante a nossa estratégia neste ano lectivo.

A título pessoal deixo uma sugestão: ponderem bem antes de escolherem o blackboard como a vossa plataforma para e-Learning; para além de ser uma plataforma bastante fechada (acreditem que extender funcionalidades da plataforma utilizando building blocks é bastante mais complicado do que vos quererão mostrar - por exemplo não existe documentação recente sobre a api da plataforma - e a developper network ainda custa 500$ por ano), não acessível (estamos a mudar todos nossos cursos a distância para o Moodle porque, entre outras coisas, os nossos alunos invisuais não conseguem navegar no blackboard - tentem utilizar um leitor de ecrã e lerem dezenas de entradas de um forum - isto apesar da Blackboard dizer que a plataforma é certificada a niveis máximos de acessibilidade), bastante pesada do ponto de vista de processamento (temos uma solução com três servidores dedicados e a satisfazer pedidos que com o moodle eram satisfeitos apenas com uma máquina "normal" com características bastante inferiores), bastante cara (o suporte técnico - que não funciona assim tão bem; as funcionalidades - que a meu ver são inferiores que as de um moodle com um dim-dim; e os problemas - que esta plataforma TEM - não justificam o preço), e com problemas inesperados (após uma actualização num ambiente de produção deixar de ser possível enviar pdf's para a plataforma é uma coisa impensável, não é? Pois, aconteceu com o nosso Blackboard).

Se me perguntarem se o Blackboard não tem alguma qualidade, posso dizer que sim, que tem: as coisas à primeira vista estão mais arrumadas do que, por exemplo, numa instalação por omissão do moodle, e para um novo utilizador pode ser mais simples trabalhar com esta plataforma. Mas penso que as vantagens terminam aí pois o moodle permite ir muito mais longe, melhor e com mais facilidade. Mas isto, mais uma vez é uma opinião pessoal (que é comum a outros elementos da minha equipa).

Nuno, desculpa o desabafo mas depois do que nós passámos achei pertinente o aviso. Tenham cuidade e pensem com muito cuidado antes de tomarem uma decisão. O Moodle para ensino a distância é bastante melhor...

De Diogo Piçarra a 03.12.2007

Viva,

Podem vem mais um comentário sobre a adopção do Blackboard no IPLeiria no site do MOSEL:
http://mosel.estg.ipleiria.pt/node/1161

De Nuno Saraiva a 03.12.2007

Muito Obrigado a todos pelos comentários.

Infelizmente não tenha capacidade decisória neste assunto, pois a direcção tem poderes para este nível de decisão.

Eu apenas poderei emitir a minha opinião como utilizador, bem como qualquer sugestão/crítica.

No entanto, vou sugerir publicamente novas experiências com outras plataformas com base nos comentários aqui colocados, bem com um alerta para a vertente económica.

Mais uma vez, obrigado.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2004
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D