Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Auditores: Sem dinheiro e sem vida

por Nuno Saraiva, em 12.04.08
Desgraçado que trabalha na price

publicado às 11:18


Adeus USGAAP: E.U.A dizem Olá às IFRS

por Nuno Saraiva, em 09.04.08

Um passo de gigante parece estar prestes a ser dado no caminho da harmonização contabilistica mundial, a qual defendo.

A revista CFO Magazine trás no mês de Abril a seguinte capa:

Capa da CFO de Abril

Onde se lê: Goodbye Gaap.

Após uma primeira fase onde o IASB estabeleceu regras de contabilidade para aplicação na Europa (primeiro as IAS, que foram sendo progressivamente transformadas em IFRS) e que bebeu alguma informação do FASB, agora tudo se parece conjugar para que os Estados Unidos adoptem as IFRS.

Um dos principais lobbys para que isto aconteça, têm sido opiniões emitidas pelas BIG4 de auditoria que se têm dirigido à SEC, opinando que são as IFRS que permitem apurar os resultados e situação financeira das empresas de forma mais adequada.

Como todas as mudanças, esta tem muitos opositores, nomeadamente os contabilistas. Porém o lobby dos auditores , da SEC, e de algumas multinacionais que assim vêm facilitada a comparação entre empresas do grupo e respectivas consolidações, bem como a vontade de algumas pessoas do FASB; parece ser demasiado grande para ser vencido pelos contabilistas inflexíveis.

Além disso, veja-se o quadro abaixo, com um dos factores que causa o apoio dos investidores à mudança:

Efeito das IFRS Vs USGAAP nos resultados de algumas empresas


Histórico e agenda da sincronização IASB/FASB

2001: O International Accounting Standards Board (IASB) decidiu elaborar Normas Internacionais de Relato Financeiro (IFRS).

2002: O IASB e o FASB fizeram o acordo de Norwalk, de forma a tornar ambas as regras compatíveis.

2002: A União Europeia anuncia que os seus Estados Membros devem adoptar as IFRS em 2005.

2005: Donald Nicolaisen o Director de Contabilidade do SEC prepara um plano de acção para permitir a consolidação de relatos em IFRS abdicando as associadas europeias das multinacionais americanas de apresentar as contas segundo as USGAAPS em 2009 (ou mais cedo).

2006: O IASB e FASB acordam realizar todos os grandes projectos em conjunto.

2007: Em Abril, O Presidente Bush anuncia que as IFRS serão reconhecidas nos Estados Unidos conforme acordo com a União Europeia. Em Novembro a SEC emite regulamentos validando legalmente tal realidade.

2008: A SEC irá votar a definição de timings para que as empresas quotadas apresentem as contas em IFRS.

2009: O IASB considerará como findo o processo de adopção das IFRS nos Estados da União Europeia. (Em Portugal o novo Sistema de Normalização Contabilística). Note-se que a divulgação de novas IFRS estão suspensas durante esta fase de adaptação.

2011: A data estimada para que as grandes multinacionais americanas usem definitivamente as IFRS e abandonem as USGAAP. Canadá, Índia e Japão deverão começar a utilizar o mesmo sistema de normas contabilisticas.

2013: Data prevista para as empresas americanas não multinacionais começarem a utilizar as IFRS sendo para as PMEs, 2015.

Fonte: Revista CFO magazine parcialmente disponível em www.cfo.com

publicado às 23:05


Twitter

por Nuno Saraiva, em 06.04.08
Já oiço falar no twitter há algum tempo mas nunca me despertou interesse. Mas o buzz da sua popularidade tem sido tanto que decidi experimentar.

Com isto fica para já de parte a utilização do Jaiku e do Pownce, que me parecem não terem utilidade para quem tem twitter mais blog.

Vou escrever em Inglês por lá. Para ir praticando qualquer coisa.

Podem seguir-me em http://twitter.com/saraivan.

publicado às 19:45


Fechou o ciclo BP e combustíveis

por Nuno Saraiva, em 05.04.08

Seis anos a trabalhar na BP.


Gostei de lá trabalhar. A BP é uma grande empresa.


O motivo porque mudei foi exclusivamente a minha carreira. Como empresa moderna que é, a BP concentra-se no seu core business, encolhendo ao máximo a sua área financeira e cedendo para outsourcing tudo o que, sem impactos no negócio, não lhe pertença.


Ouvir a empresa a que pertencemos ser mal falada e mal tratada pela comunicação social, e público em geral é difícil. Tive imensas vezes vontade de escrever, ficando a ferver por dentro, mas guardando para mim, conformando-me com o pensamento: Coitados, falam sem saber do que falam.


Não escrevi nada devidamente argumentado (apenas por duas ou três vezes participei em discussões sobre o assunto em comentários), e continuarei a não escrever; porque um post sério sobre o assunto iria ter como base informação privilegiada, que não devo divulgar.


Agora, pensem bem, antes de proferir Raios e Coriscos contra as petrolíferas, tenham pelo menos o  cuidado mínimo de ler o Relatório de Gestão e as contas.


Foi com orgulho que pertenci a uma participada da BP. Uma empresa ética e moderna.


Até sempre, Bright People.

publicado às 17:02


Há dias

por Nuno Saraiva, em 04.04.08
Há dias de nostalgia.

Sou um sacana dum nostálgico...

Tags:

publicado às 11:14


O mundo numa pen (My Geek Army Knife)

por Nuno Saraiva, em 01.04.08

Nunca tinha pensado ou me tinha apercebido que o software dito "portátil" não servia apenas para pocket pcs ou telemóveis topo de gama, mas que podem ser instalados numa simples pen e correr em qualquer pc.

Isto tem a vantagem de poder trocar de computador, levando atrás "o seu computador".

Inspirado neste post montei "a minha vida" em windows numa pen de 2 Gigas que tinha comprado há pouco tempo.

Ainda ontem fui à Worten e à Fnac, e encontram-se pens de 1 Giga a 5 Euros e de 2 Gigas a 8 Euros. Por este valor quase simbólico arranja-se uma pen que dá uma pinta "do caraças". E tirando o software Last.fm (lazer) e o Gnu Cash (específico da minha área) até uma pen de 512 Megas dá, sobrando 100 Megas para documentos. Geek que é Geek tem o mundo numa pen :D

No futuro vou ajustar este conjunto de software às minhas necessidades e talvez contruir uma outra para linux, para já está assim (ordem alfabética):


INTENSO PEN - The Geek Army knife of Nuno Saraiva

A MINHA PEN - CANIVETE SUIÇO

1. AD Aware (22.9 Mb) - Muito bom detector de spyware e malware. Instala-se rapidamente e a partir da pen, pode fazer-se o scan a qualquer pc.

2. AIDA32 (4.51 Mb) - Desconhecia o Aida. Desconhecia que era possível um software "ler" tanta informação. Uma poderosa ferramenta que rapidamente mostra toda a informação do sistema.

3. Amazon Queen (31.7 Mb) - é um joguinho do Amiga. Não vá acontecer alguma situação de nos encontrarmos com um pc mas sem acesso à net e sem nada para fazer. O jogo das minas e o solitaire já chateia.

4. Anim8R (1.73 Mb) - É um editor gráfico 3D. Não dá para fazer grande coisa. Eu, dificilmente precisarei deste programa, mas ocupa tão pouco espaço e nunca se sabe.

5. Avast Portable (399 KB) - um dos melhores antivirus gratuitos tem uma versão portable. A partir da pen, pode fazer o scan a qualquer pc.

6. Borg (6.09 Mb) - Este software é um dos "normais" que escolhi. Nunca me habituei ao Google Calendar, e o Borg tem uma coisa que faz com que seja a minha escolha - notificações por e-mail. No artigo que citei foi escolhido o K-Calendar e o Sunbird. Além de achar que servem para o mesmo decidi usar o borg que também é open source.

7. Convert (548 Kb) - Um pequeno executável que converte todo o tipo de medidas

8. Country Codes (1.77 Mb) (fw) - Interessante, informações diversas sobre todos os países e diversos códigos que podem ser úteis, como por exemplo o indicativo telefónico, o TLD e a moeda.

9. Cryptoanywhere (4.28 Mb) - Ferramenta de encriptação de e-mails, para garantir total confidencialidade

10. Currports (42 Kb) - Também uma ferramenta de sistema muito interessante que permite ver o que está a acontecer em cada port. Permite terminar imediatamente qualquer um dos processos.

11. Damn Small Linux (49.2 Mb) - O mais pequeno sistema operativo existente. Basta fazer um boot from usb device e entra num ambiente linux

12. Dr Web CureIT (9.28 Mb) - Este também será desnecessário, dado o Avast, ainda assim instalei. Só faz scan, não tem a opção de protecção constante.

13. Easy Messenger (fw) (555 Kb) - O messenger mais simples, mais simplista e que menos RAM deve ocupar. Até deve correr bem num 286 (lembram-se do que é?). Além disso, tive problemas com o pidgin a nível de firewalls potentíssimos. Só é chato aparecer uma página de publicidade quando se liga o software.

14. Etext reader (312 Kb) - Um utilitário para ler conteúdo on-line com o tamanho, cor, e tipo de fonte que pretendermos.

15. FileZilla (6.48 Mb) - Porque a qualquer altura pode surgir a necessidade de colocar algum ficheiro num servidor. (É mais pesado que o ftp wanderer, mas escolhi este por já estar habituado)

16. Firefox Portable (24.2 Mb) - O melhor browser, mesmo na versão portable.

17. Follow IP (152 Kb) - Um pequeno executável que permite saber o/os IPs da conexão que estivermos a utilizar. (Penso que o currports faz o mesmo e de forma mais completa)

18. Foobar2000 (6 Mb) - um player de música muito leve para ouvir as faixas que se estiver no pc.

19. FoxIT PDF reader (3.85 Mb) - Porque alguns pcs podem não ter qualquer pdf reader

20. GnuCash Portable (99.5 Mb) - Um programa de Gestão Financeira muito popular na comunidade OS dedicada aos ERP. O motivo porque o instalei foi não só porque quero explorar as suas capacidades mas também porque tem uma óptima calculadora financeira.

21. Great News (3.56 Mb) - Um bom leitor de rss. Não uso, leio tudo no Google Reader, ainda assim é sempre bom ter um à mão, até porque pode ser necessário mostrar a alguém como funciona (ou até acontecer o improvável - O Google estar "em baixo")

22. IP Scan (108 Kb) - Uma ferramenta para analisar a forma como o IP está a funcionar e se está a funcionar bem

23. Izarc2Go (7.67 Mb) - Estive indeciso entre este e o 7-Z, a única razão que escolhi este foi mesmo o tamanho

24. Last.fm player (18.8 Mb) - Mais um software normal que decidi por, mas o Last.fm é o serviço de lazer que mais utilizo. Um pc qualquer, a minha música.

25. Locknote (600 Kb) - Tem a sua utilidade, são notas com password. Depois instalar um, vai-se copiando as notas e fazendo novas. Sendo cópia as notas vêm todas protegidas com a mesma password

26. Media Player Classic (5.42 Mb) - Estive indeciso entre este e o VLC. o VLC talvez seja mais poderoso, mas este pareceu-me correr mais rápido.

27. Omziff (343 Kb) - Este software faz diversas coisas, permite encriptar ficheiros, a partir de palavras. O motivo porque o escolhi foi a criação de passwords aleatórias. Pode ser necessário.

28. OpenOffice.org portable (172 Mb) - Indispensável. Para pessoas da minha área é indispensável uma folha de cálculo e uma base de dados. Depois há o resto tipico desta suites. Tudo numa versão mais leve, e num pc normal mais rápida.

29. Opera (17 Mb) - A versão portable deste popular browser no mundo dos informáticos (não confundir com mini-opera).

30. Pidgin (11.6) - Experimentei vários, o Trillian, o Miranda, já conhecia o Gaim, que vinha com o Ubuntu, mas escolhi o Pidgin. Não é o mais pequeno, mas é o único que aceita o protocolo Gtalk. Tanto o Hélio com a Lucyta, me falaram na opção Meebo, mas, sendo verdade que messenger só faz sentido on-line, não faz parte dos meus hábitos ter aplicações sempre abertas (que não corram escondidas) - gosto da barra de ferramentas o mais limpa possível. Além disso a página do Meebo ocupa mais RAM que o Pidgin.

31. Pstart (769 Kb) - Pstart é um Personal Start Menu. Não costuma usar este tipo de programas. Há pouco tempo experimentei o Jet Start, mas não gostei da sua usabilidade. O Pstart é leve e mais rápido. Fantástico, surpreendeu-me muito.

32. Restoration (413 Kb) - Uma ferramenta para recuperar ficheiros apagados. É sempre útil, e até pode ser que permita fazer um brilharete junto do chefe. Com uma pen recuperar o ficheiro que este tinha apagado sem querer.

33. Smart Sniff (51 Kb) - Uma ferramente para analisar o tráfego de dados.

34. Start Up list (164 Kb) - Muito útil. Normalmente nunca sabia bem onde encontrar as aplicações/processos que iniciam automaticamente no pc e não estão no menu start up. Aqui podemos ver toda a informação do sistema.

35. Steal Sky (17.2 Mb) - Beneath a Steel Sky é mais um joguito. Há sempre mais que fazer do que jogar. Mas pode sempre aparecer um momento de tédio, e a musiquinha faz lembrar as tardes de adolescente a jogar computador.

36. Sudoku Portable (403 Kb) - Essencial a qualquer pessoa que pense. O Sudoku é a melhor forma de "olear o motor do pensamento" - o cérebro.

37. Thunderbird Portable (22.4 Mb) - para consultar de forma célere todas as contas de e-mail, no entanto é preciso ter cuidado com as configurações e não esquecer que se o pop3 estiver a apagar as mensagens do servidor, se apagar aqui ou perder a pen, perde as mensagens.

38. To do list (1.76 Mb) - Lista de tarefas. Para quem trabalha em vários computadores, nada como ter as tarefas sempre à mão.

39. Tray Url (1.93 Mb) - Ainda não percebi até que ponto é útil. Na prática é um gestor de favoritos/bookmarks. Ao navegar na net pode guardar-se o endereço. É melhor do que guardar no browser, pois levamos os urls para qualquer lado, independentemente do browser. Mas pode ser subtituido por shortcuts numa pasta (tamanho residual) ou por uma conta privada num site de bookmarking. De qualquer forma é muito pequeno.

40. TreePad (568 Kb) (fw) - É um substito do notepad. Tem a grande vantagem de poder organizar as notas em árvore. Útil por exemplo para estruturar um texto, um trabalho ou um projecto.

41. Whois This Domain (54.5 Kb) - Para saber dados sobre os donos dos domínios

42. Win Audit (829 Kb) (fw) - Para desligar processos de forma eficaz.

43. Xadrez (1.3 Mb) - Um qualquer, há vários dos mais simplistas aos mais complexos. Optimo para quem quer algo mais complexo que o Sudoku. Eu instalei um de um cd que comprei uma vez com 256 jogos e ocupou-me 1.3 Megas.

44. Música (100 Mb) - 100 Megas de música. Pode ser preciso.

45. Vão aparecer mais coisas, ainda assim, numa pen de 2 Gigas ainda sobra quase 1,5 Gigas para documentos. No meu caso tenho algumas folhas de cálculo standart para fazer análises financeiras, de balancetes, simuladores de impostos, mapas de pessoal, formulários para finanças e segurança social, etc. Alguns cookbooks. PDFs de Legislação. Ocupam-me 150 Megas e fico com livres.


TOTAL SOFTWARE: 576 MB
MÚSICA: 100 MB
PDFS+STANDART DOCS: 150 MB
TOTAL: 826 MB

(Foto de Ice Bone (CC))

publicado às 17:53

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2004
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

subscrever feeds