Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Voltei, voltei!

por Nuno Saraiva, em 14.11.07

Hoje regressei à minha vida normal. E agora, após a execução da algumas tarefas profissionais, espero voltar mais assiduamente a colocar posts nos blogs, bem como comentários, se adequado.


Surgiu-me um problema de saúde no nariz.

Os sintomas foram, cronologicamente:
Sentir que o ar que entrava pela narina esquerda era menos que o da direita;
Sinusite;
Sentir que o ar que entrava pela narina esquerda era cada vez menos;
Nova sinusite mais forte.
Narina esquerda totalmente tapada sentido como se fosse uma membrana a tapar todo o nariz.

Era um pólipo nasal.

Os problemas eram dois: Tinha um aspecto anormal e suspeito, e na minha faixa etária não costumam aparecer. A médica não gostou, e mandou-me fazer um TAC e pôs-me a antibiótico e cortisona.

Na altura ela disse-me a verdade de maneira cor de rosa: Vamos fazer um TAC para ver onde nasce o tecido. A verdade crua, é: isso é suspeito e pode nascer no cérebro - o que seria muito grave. O TAC revelou que estava no seio nasal e foi de imediato feita uma biopsia para ver que tecido era.

Há por norma três casos: Pólipo infeccioso, Pólipo Invertido e Pólipo Invertido maligno. Os invertidos são piores pois crescem perfurando a carne, crescendo para dentro desta. Então se malignos - a palavra diz tudo. Os infecciosos são mais simples e crescem em cavidades.

A biopsia deu infeccioso. Nesse dia tive um grande alívio.

Ainda assim, porque a biopsia era feita com base numa pequena parte do tecido - que podia não ser homogéneo; porque tinha um aspecto fora do comum; e porque era grande, a médica aconselhou operar.

Dia 6, lá entro eu pela primeira vez como utente dum hospital - felizmente tive oportunidade de o fazer no Hospital da Luz- não quero com isto dizer que funcione melhor ou pior que o SNS, mas só a privacidade dá logo outro bem estar, e claro a rapidez de atendimento foi mesmo a principal razão pela opção.

Tinha um medo que me pelava da anestesia geral, de não acordar, ou de acordar marado. O pior foi mesmo a reacção do estômago, que sofreu de duas bombas: a anestesia e a intolerância ao sangue. Depois dum serão aflitivo de náuseas, lá tive alta no dia seguinte.

A operação correu muito bem e todo o pessoal foi extremamente simpático.

Muito Nestum, Ceralac e iogurtes. Gelo.

Sábado, fui tirar os pensos/tampões ao Hospital de S. José. (Gente simpática, o pessoal da otorrinolaringologia). Foi a parte mais difícil de todas, pois estes estão lá dentro sobre pressão, cheios pelo sangue absorvido e são puxados pelos fios que ficaram cá fora.

Depois disso fui recuperando. Lá ia pingando o nariz umas gotitas de sangue, mas nada de anormal. A alimentação foi deixando de ser mole. Comi Iscas quase frias, depois lasanha quase fria, depois hamburguer. Hoje já comi normalmente e voltei a beber café. Curiosamente só bebi dois e vou aproveitar este facto para só beber duas bicas por dia mais um da maquineta do escritório. (Antes bebia 2 bicas mais N da maquineta).

Nota: Devido à ausência tive que apagar as brincadeiras, correntes, ppts, etc. de mais de 400 mails. Se apaguei algum indevido que necessitasse resposta, as minhas desculpas.
Apaguei também sem ler mais de 3000 itens das feeds, e cancelei o download de 3.5 gigas de podcasts.

VOLTEI.

publicado às 21:46


Coisas dos mails

por Nuno Saraiva, em 13.11.07
Parece que isto anda a rodar nos mails. Está realmente engraçado, há bons escritores anónimos.

publicado às 00:16


Coisas importantes

por Nuno Saraiva, em 06.11.07
Hoje é dia de coisas importantes:

Dia da discussão do Orçamento de Estado.

Dia em que o Benfica pode decidir o futuro na Champions

Dia em que o Figo é operado ao perónio e eu sou operado ao nariz.

Tags:

publicado às 13:29


Carlos Paião

por Nuno Saraiva, em 03.11.07
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=Ao8rQYxQ0WI&rel=1]

Uma das pessoas com mais sentido de humor da sua geração, Carlos Paião, faria ontem 50 anos. Faz parte da memoria de todos nós. Desde as suas canções, às letras que compos para outros, como as do Serafim Saudade, e as músicas do Herman. E claro o hino não oficial da selecção (BAMOS LÁ CAMBADA, TODOS À MOLHADA...)

Conversa sobre Carlos Paião: http://www.youtube.com/watch?v=ZjcF71hUWsQ

http://www.youtube.com/watch?v=gvBxeeIBzJI

O vídeo "embed" é de 1981. Muitos de nós eramos quase bébés, mas a verdade é que nos lembramos da canção. Isto mostra a força que tinha o festival da canção naqueles tempos.

publicado às 12:49

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2005
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2004
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

subscrever feeds